Programa da ONU vai apoiar projetos em dez municípios do Sul

 em ods11

Localidades poderão concorrer às vagas para receber apoio, capacitação e financiamento do Programa Cidades na implementação de projetos de desenvolvimento sustentável. Desafio foi anunciado no Fórum Regional Atingindo os ODS na América Latina.

Municípios da Região Sul do Brasil poderão concorrer a dez vagas para receber apoio, capacitação e financiamento do Programa Cidades – ligado ao Pacto Global da ONU – na implementação de projetos de desenvolvimento sustentável.

O anúncio do “desafio” entre cidades, intitulado City Partnerships Challenge, ocorreu nesta quinta-feira (17), durante o Fórum Regional Atingindo os ODS na América Latina, no Museu Oscar Niemeyer, em Curitiba. O evento, que está sendo organizado pela Copel e tem continuidade nesta sexta-feira (18), é uma promoção conjunta do Pacto Global das Nações Unidas e suas iniciativas irmãs: Programa Cidades e PRME – Princípios para Educação Executiva Responsável. O evento também conta com o apoio da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Urbano, Celepar, Prefeitura de Curitiba e Faculdade ISAE.

Implantado inicialmente na cidade australiana de Melbourne, sede mundial do Programa Cidades, o City Partnerships Challenge vai capacitar municípios a implementar projetos integrados de desenvolvimento urbano com a participação de governos, setor privado e sociedade civil. A capacitação terá duração de dois anos, sob coordenação do Programa Cidades do Pacto Global e parceiros locais.

O chamado Modelo de Melbourne é uma estrutura colaborativa que combina e catalisa recursos de governo, do setor empresarial e da sociedade civil a fim de encontrar soluções efetivas para problemas urbanos crônicos.

“Nossa intenção é identificar projetos com grande potencial de impacto, promover a colaboração entre múltiplos parceiros e, principalmente, estabelecer um ambiente de confiança para a execução dos projetos”, afirma o coordenador do Programa Cidades do Pacto Global, Michael Nolan. De acordo com ele, a falta de confiança é o maior obstáculo ao alcance dos ODS, principalmente entre os setores público e privado, seguido pela falta de colaboração e parcerias para enfrentar problemas complexos.

DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL – O Fórum Regional Atingindo os ODS na América Latina apresenta boas práticas de toda a América Latina no atingimento dos ODS, destacando a atuação conjunta dos setores público, privado e acadêmico frente aos desafios da Agenda 2030. Estabelecidos pela ONU em 2015, os ODS visam promover a prosperidade, proteger o meio ambiente e enfrentar as mudanças climáticas.

“O Paraná tem um compromisso pioneiro com o desenvolvimento sustentável por ter sido o primeiro a assinar o Pacto Global no Brasil, no que foi seguido por vários municípios, associações e empresas paranaenses”, afirmou o secretário de Desenvolvimento Urbano, Silvio Barros. “O compromisso da governadora Cida Borghetti é de acelerar a resolutividade de problemas crônicos que são alvo dos ODS, no pouco tempo até o final desta gestão”.

Antes do evento, os palestrantes visitaram o Centro Regional do Programa Cidades para a Região Sul do Brasil, instalado em novembro do ano passado no andar térreo do prédio-sede da Copel, no bairro Batel.

“Este encontro entre três iniciativas da ONU em Curitiba constitui um evento histórico em prol da Agenda 2030, que a Copel tem grande honra em promover”, disse o presidente da empresa, Jonel Iurk. “Está cada vez mais claro para a sociedade que a sustentabilidade deve integrar o referencial estratégico das organizações, e as empresas devem ser protagonistas para gerar valor orientando-se pelos desafios da Agenda 2030”.

Fonte: Agência de Notícias do Paraná Paraná

Postagens Recomendadas

Comece a digitar e pressione Enter para pesquisar